Nós Somos Charlie

Publicado em jan 8, 2015 em Geral
Nós Somos Charlie

As redes sociais são o principal local de demonstração de tristeza.

Ontem, dia 07 de janeiro, aconteceu uma grande tragédia em Paris. Três homens entraram na sede da revista Charlie Hebdo e dispararam do modo mais irracional possível.

O massacre em poucos minutos matou 12 pessoas, sem contar os feridos, é claro.

Je_Suis_Charlie_Wide-600x337

O atentado ocorreu devido a um cartum que, segundo radicais islâmicos, foi uma ofensa ao seu profeta.

Charlie Hebdo é satírica. Conhecida pelos seus cartoons satirizando Maomé, já havia sido alvo de diversos outros ataques, mas nada havia conseguido parar as suas publicações e, sobretudo, a sua forma livre de jornalismo uma vez que respondiam à violência com sátira e humor.

mohammed-cartoons-charlie-hebdo-muhammed-cartoons-2012-2

Charlie nas redes sociais

O mundo está triste. As redes sociais, como o Facebook e o Twitter, se encheram de imagens negras apenas com a inscrição “Je Suis Charlie”. Elas têm sido o palco principal de demonstração de tristeza desde o dia de ontem.

charlie1-600x350

Além das redes sociais, os jornais de praticamente todo o mundo dedicaram alguma publicação ou até mesmo a capa a Charlie Hebdo, numa mistura de tristeza, revolta e luta pela liberdade de expressão, especialmente no jornalismo.

10899064_1381880945448958_356375791_n

Ilustração publicada pelo jornal “Le Monde”, em homenagem às vítimas do atentado à Charlie Hebdo.

Deixamos aqui nossa solidariedade e nosso pesar, pois esse ataque não vitimiza apenas cidadãos franceses, mas também toda a liberdade de expressão e imprensa.

“Eu sou Charlie”

Nós somos Charlie!

Pin It

Quem viu, também gostou de...

Deixe seu comentário